Amamentar é natural ou um processo aprendido?

3 min


677 shares
Amamentar é natural

Muitas pessoas ainda acreditam que amamentar é natural e somente.

Estas pessoas tem em mente então, que se amamentar é natural, todas as mulheres teoricamente deveriam saber como fazer isso em vez de aprender como funciona o processo de amamentar.

Mas, veja, amamentar é natural mesmo? E mais, todas as mulheres sabem como amamentar?

A amamentação é um pouco de ambos. Certamente que amamentar é natural, no entanto, hoje em dia, amamentar também é um processo de aprendizado constante para muitas mães, onde o apoio profissional é essencial para o sucesso.

Não nascemos sabendo ser mães, não há nenhuma escola que nos ensine sobre isto. Com a amamentação é a mesma coisa, apesar de ser natural, não é instintivo. A mãe nem sempre consegue colocar o bebê no peito e de forma instintiva saber o que fazer ou saber resolver questões que interferem no processo da amamentação.

O corpo de uma mulher se prepara automaticamente para cuidar de seu filho durante a gravidez, e um recém-nascido pode instintivamente virar-se para o peito, abrir a boca e começar a sugar. Este processo é natural e instintivo no bebê.

Mas será que hoje, em meio a tantas ações “de rotina” nos hospitais, desinformação e rupturas geracionais, as mães conseguem vivenciar o momento da amamentação de forma natural? Claro que não.

Em muitas maternidades os recém nascidos são separados de suas mães desde as primeiras horas e depois passam mais tempo nos berçários que no colo materno.

Acrescenta-se a isso uma grande quantidade de profissionais que usam produtos para amamentar como soluções para os problemas da amamentação quando sabemos que eles dão mais problemas do que soluções. E ainda, não sabem o que fazer quando mãe e bebê demonstram dificuldades com a amamentação.

Ainda temos as dificuldades e falta de apoio familiares que muitas mães enfrentam diariamente como desafios a mais neste processo.

Para algumas mães, a amamentação é muito fácil. Imediatamente após o nascimento, alguns recém-nascidos podem encontrar o peito, fazer a pega corretamente e mamar sem qualquer assistência. No entanto, nem sempre funciona assim. Há muitas coisas que podem interferir no processo natural de amamentação.

Situações que interferem no processo natural da amamentação:

1. O tipo de trabalho de parto:

Injeções, epidurais, indução de trabalho de parto e medicamentos administrados durante o parto podem deixar mãe e bebê cansados e sonolentos, os fazendo perder a primeira hora de mamada. Muita medicação pode também suprimir os reflexos naturais do bebê para sugar a mama. Quando o nascimento acontece de forma tranquila, sem muitas intervenções e o mais natural possível, é mais provável que mãe e bebê se sintam mais alertas e prontos para a amamentação.

2. Falta de ajuda geracional:

Durante séculos as mulheres se juntaram para parir e criar seus filhos em vilas e grandes famílias que moravam próximas ou juntas. As mães antigamente tinham uma mãe, avó, tia e irmãs para a apoiarem neste momento tão importante de suas vidas. Estas mulheres passavam seus conhecimentos e experiências de geração para geração.

No entanto, ao longo da história ouve uma mudança no processo de amamentação causada pela inserção da indústria de alimentos infantis causando o desmame comercial dos bebês de gerações passadas. E nossas avós e mães além de não terem muita informação sobre amamentação foram vítimas deste processo amamentando pouco ou quase nada os seus filhos.

Então, o que elas poderiam ensinar hoje as novas mães sobre amamentação? Uma vez que muitas delas não amamentaram, elas não são mais capazes de passar este conhecimento para as novas mães. Além disso, o modelo familiar mudou ao longo do tempo, hoje as mulheres vivem longe de suas famílias, tem poucos filhos e geralmente estão sozinhas no começo da maternagem.

O apoio e a assistência à amamentação são tão importantes. Se a sua família não estiver disponível, peça ajuda as suas amigas que amamentaram ou junte-se a um grupo de apoio à amamentação na sua região.

3. Bebês nascidos com problemas de saúde:

Um bebê prematuro ou uma criança nascida com problemas físicos ou neurológicos pode não ter a capacidade de mamar imediatamente. Se a amamentação é uma possibilidade, pode levar algum tempo e será necessário ajuda especial para que a amamentação aconteça.

4. Problemas pessoais:

Medo, falta de confiança, constrangimento e problemas com a própria imagem corporal podem fazer a amamentação ser desconfortável e não natural. Você pode precisar de mais privacidade no início ou talvez você precise de ajuda extra e alguma garantia de que seu bebê esteja mamando bem e recebendo leite materno suficiente.

Além disso, algumas situações emocionais internas podem surgir como um desafio a mais a ser vencido pela nova mãe e nem sempre ela se dá conta disto. Então a amamentação pode ser tanto uma cura materna para antigas feridas quanto re-vivenciar um novo trauma. Escrevi sobre isto aqui: Amamentação e a cura materna.

5. Uso de produtos como chupetas, mamadeiras e leite artificial sem necessidade:

Conchas para amamentar, chupetas, mamadeiras, absorvente para seios e aquele leite artificial dado na maternidade sem necessidade, são coisas que atrapalham o início da amamentação e criam uma série de problemas no dia a dia materno que nem mesmo a mãe se dá conta de onde vem estes problemas. Os bicos interferem na pega do bebê causando confusão de bicos, conchas e absorventes podem causar fungos e bactérias nas mamas levando a candidíase, mastite, ingurgitamentos e outros problemas.

Finalmente aquele leite artificial dado na mamadeira para o bebê já na maternidade pode causar além de confusão de bicos, baixa produção de leite materno na mãe. Muitos acreditam que estes itens são inofensivos, mas não são.

Saiba mais aqui sobre tudo isto:

Aprender a amamentar é importante?

Sim, para muitas mães aprender a amamentar o bebê é essencial para que ela tenha sucesso na amamentação. Amamentar é natural e um processo do corpo humano, mas isto não significa que toda mãe e bebê saberão automaticamente o que fazer. Não é automático.

Amamentar é também um processo que pode ser aprendido com ajuda, apoio, informação e paciência. Existem muitos obstáculos iniciais que podem ser superados.

Quanto mais informação você tiver sobre amamentação (informação atualizada), mais força você terá para superar os desafios e seguir em frente com seu desejo de amamentar. Podem levar dias ou semanas para que as coisas fluam de forma tranquila, mas estes dias virão e você se sentirá mais confortável e confiante com a amamentação a cada dia.

Sempre que você estiver com algum problema, peça ajuda. Existem médicos, enfermeiros, profissionais de amamentação, doulas, grupos de apoio à amamentação, bancos de leite humano, membros da família e amigos que sabem sobre amamentação e que você pode obter ajuda.

Leia também:

Referências:
American Academy of Pediatrics. New Mother’s Guide To Breastfeeding. Bantam Books. New York. 2011.
Lawrence, Ruth A., MD, Lawrence, Robert M., MD. Breastfeeding A Guide For The Medical Profession Seventh Edition. Mosby. 2011.


Like it? Share with your friends!

677 shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
0
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)