Amamentando o bebê: o que esperar das primeiras 24h

4 min


919 shares
Amamentando o bebê, dificuldades para amamentar

Iniciar a maternidade amamentando o bebê é uma das coisas que a maioria das mães gostariam de fazer.

Mas você sabe o que esperar nas primeiras 24h de nascimento e como atingir o desejo de começar com o “peito direito” amamentando o bebê?

As primeiras 24h de vida do bebê são importantes e cruciais para que a experiência de amamentação seja positiva para você e para o seu bebê, então, começar amamentando pode ser a melhor boas vindas para seu pequeno estreante de mundo.

A hora de ouro:

A primeira hora de vida, conhecida como a hora de ouro, quando o bebê nasce e já é levado imediatamente para o peito da mãe, pode acontecer tanto em partos vaginais como em cesáreas. Se bebê e mãe estiverem bem, nada impede que o bebê passe a primeira hora com a mãe em seu peito e todos os procedimentos sejam adiados para depois deste primeiro momento. Veja mais sobre isto aqui: Amamentação na primeira hora de vida: a melhor boas vindas ao bebê

As 2 horas seguintes:

Recém-nascidos tendem a estar acordados e alertas nas primeiras 2h depois de nascido, caso você não tenha conseguido amamentar na primeira hora de vida, tente fazer isso o mais breve possível.

Certifique-se que seu bebê esta fazendo a pega correta e ainda que você não sinta seu peito cheio de leite ou o veja sair, o bebê estará mamando o colostro que é rico em anticorpos e essencial para o bebês nestes primeiros dias.

Colocar o bebê no peito e posicioná-lo pode ser difícil nas primeiras vezes e talvez você não se sinta confortável. Buscar uma posição que te ajude, posicionar o bebê de barriga com barriga para você e se sentir segura e confiante em relação a amamentação faz 99,9% de diferença no sucesso.

Ainda que uma enfermeira que não entenda nada do assunto te desestimule pelo formato do seu bico, te ofereça leite artificial para o bebê com a desculpa de que é para que você descanse ou não seja acolhedora como você espera e isto tudo pode acontecer com muita frequência dentro de um hospital, não desista e busque apoio das pessoas que você sabe que estão ao seu lado no desejo de amamentar seu bebê.

Depois de 2 horas ou mais de nascido:

Depois das primeiras 2 horas, pode ser que o bebê fique mais sonolento por até 24h ou mais, dependendo do tipo do trabalho de parto, não apenas você estará esgotada, mas o bebê também.

No entanto, para que a amamentação aconteça de forma plena e tenha mais chances de sucesso, é importante colocar o bebê juntinho de você e no seu peito, ainda que ele esteja sonolento ou dormindo. Ambos precisam deste contato pele a pele para incentivar a produção de ocitocina e prolactina, os hormônios responsáveis pela ejeção e produção do leite materno.

Problemas comuns nas primeiras 24h de amamentação:

1. Mamas ingurgitadas

Quando acontece a apojadura do leite, as mamas podem ficar ingurgitadas. Isto porque o bebê ainda não dá conta de mamar todo o leite que esta sendo produzido. Você pode sentir suas mamas duras, cheias e quentes. O ideal é massagear as mamas e ordenhar um pouco o excesso para oferecer a mama macia para o bebê e facilitar a pega.

2. Mamilos assados

Não apenas nas primeiras 24h, mas provavelmente depois de uns dias, os mamilos podem ficar assados de tanto que o bebê mama. Este assado é normal e não é grave o suficiente para impedir a amamentação ou te fazer sentir dores. Geralmente é um pequeno incômodo que passa com alguns dias, fique tranquila.

3. Pega inadequada

A campeã de problemas nas primeiras 24h é uma pega feita de forma errada pelo bebê, que causa fissuras, dores e até sangramentos. O ideal é que a mãe entenda já na gestação como fazer a pega correta para amamentar seu bebê, assim, se o bebê nascer e tiver dificuldades para pegar bem, a mãe estará preparada para ajudá-lo a mamar. Aprenda aqui: Como fazer a pega correta para amamentar seu bebê e não sentir dor

5. Dor do pós-parto

Tanto as mães que fizeram uma cesárea quanto as que tiveram partos normais ou naturais, dependendo da exigência do parto, se foi uma cirugia complicada e difícil ou um parto longo, ou ambos, mãe e bebê podem estar exaustos após o nascimento e isto pode dificultar um pouco a amamentação, mas não desista. Descanse e tente de novo! Se estiver sentindo dores, peça medicamentos para alivio sem medo.

Dicas práticas para as primeiras 24 horas de nascimento

  • Tente amamentar na primeira hora de nascimento. Na hora de ouro o bebê estará mais ativo.
  • Seja persistente e consistente: pegue seu bebê e o coloque no peito sem medo, pelo menos a cada 2h.
  • Não use chupetas e mamadeiras, se o bebê chorar, coloque ele no peito!
  • Se o bebê estiver sonolento, não desista, coloque no peito mesmo assim e tente acordá-lo.

Não se esqueça que o colostro é poderoso e super importante para o bebê. Além disso, a quantidade é pequena mesmo. Saiba mais sobre o colostro aqui: Colostro também é leite, sustenta e é conhecido como a vacina da natureza para o bebê

Fuja da mamadeira que algumas maternidades tentam oferecer para os bebês sem necessidade. Neste momento, o que o bebê precisa é do peito materno. É normal perder até 10% do peso nos primeiros dias de nascido, não se assuste e confie na capacidade de nutrição do seu leite.

Leia também:

Referências:

Holmes AV, McLeod AY, Bunik M. ABM clinical protocol# 5: peripartum breastfeeding management for the healthy mother and infant at term, revision 2013. Breastfeeding Medicine. 2013 December 1;8(6):469-73.
Lawrence, Ruth A., MD, Lawrence, Robert M., MD.  Breastfeeding A Guide For The Medical Profession Eighth Edition. Elsevier Health Sciences. 2015.
Riordan, J., and Wambach, K. Breastfeeding and Human Lactation Fourth Edition. Jones and Bartlett Learning. 2014.


Like it? Share with your friends!

919 shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
1
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)