Tempo de leitura deste artigo:6 minutos

Stranger Things veio para mexer com meu coração saudoso da década de 80. Veja agora minha seleção de 10 curiosidades sobre o seriado Stranger Things que pode te animar a assistir também.

Se você não tem medo de coisas sobrenaturais e nasceu nos anos 80 como eu, a série vai te encantar. Primeiro porque ela veio direto do túnel do tempo e ali você consegue verificar uma quantidade enorme de referências da década oitentona, tanto na trilha sonora que é maravilhosa quanto nos elementos, cenários e referências até mesmo para o roteiro.

Vai ser impossível não lembrar de E.T, O Quinto Elemento, Os Goonies e até mesmo Anos Incríveis com a turma de crianças que protagoniza a série e vive desde dramas a muitas outras aventuras para desvendar os mistérios da história.

Vamos lá, vamos ver as 10 curiosidades sobre o seriado Stranger Things que são super bacanas.

1. As referências a diversos filmes são apenas homenagens e não cópia ou falta de criatividade.

A série tem 8 episódios e muitos estavam falando que era clara a referência a outros filmes. Sim, e os autores explicitaram de fato, que todas estas referências que vemos a E.T – O extraterrestre, Allien, Chamas da Vingança, entre outros são propositais e apenas uma homenagem. Então, relaxa e já assiste sabendo que não se trata de falta de criatividade. A própria Netflix apresentou a série como uma “carta de amor aos clássicos do sobrenatural que cativaram gerações” 😉

2. Dustin tem uma doença que o deixou “banguela” de verdade

Gaten Matarazzo, um dos atores mais queridos pelos brasileiros chama a atenção em “Stranger Things” pelo sorriso “banguela”. Ele nasceu com displasia cleidocraniana, que retarda o crescimento dos dentes. A doença genética foi incorporada ao personagem da série. Como ator, Gaten fez musicais como “Os Miseráveis” e já interpretou Jesus em “Godspell”. Ele também canta e se apresentou em torneios esportivos como US Open.

3. Mais de mil crianças!

Segundo os autores, Matt e Ross Duffer, cerca de mil crianças foram entrevistadas e passaram por testes para interpretarem as crianças do seriado. E a escolha não poderia ser melhor, a turma é realmente cheia de personalidade e particularidades em cada um que os tornam únicos e a cara do seriado.

4. Os clichês são isso mesmo.

O que seria da nossa vida oitentista se não fossem os vários e marcantes clichês que preencheram a década? Outra bola de proposito dos autores, pra ficar muito claro que nossa viagem é para o passado, ok? A mãe solitária e meio desesperada por ser suficientemente boa (Winona Ryder, ícone da geração 80, faz a mãe de Will), o estranho cientista de cabelos brancos (Matthew Modine), o delegado bebum mas gente boa (David Harbour), a menina estudiosa, o garotão boa-vida, o outsider.

5. Até a música segue o clima oitentão

Should I stay or should I go, do Clash, é a canção mais importante da trama, que vai servir como ponte entre Will e sua família. Outros hits da trilha de época: alternativos do período (Echo & the Bunnymen, Joy Division), rock farofa (Foreigner e Toto) e versões para canções icônicas. Cada episódio termina com uma canção da época. Já o tema de abertura é minimalista, na linha de Arquivo X.

6. A 11 ou Eleven canta e muito bem na web!

Millie Bobby Brown é a 11 ou Eleven de Stranger Things e também canta na internet. Ela publica videos fazendo cover de Adele, Amy Winehouse e até John Lennon.

7. Quase que a mãe da 11 (Millie Bobby) não deixa ela participar do seriado

Porque ela não queria que a filha raspasse seu cabelo, mas os autores a fizeram mudar de idéia a comparando com Charlize Theron em Mad Max que também raspou o cabelo e fez o maior sucesso. Ainda bem, essa espanholinha é muito talentosa.

8. Will já trabalhou com Spielberg, que por sua vez é autor de vários filmes que serviram de inspiração para Stranger Things

Noah Schnapp que interpreta o Will, o filho desaparecido de Joyce (Wynona Ryder) já é um ator experiente, apesar de ser o caçula da turma de amigos. Ele trabalhou com Steven Spielberger como filho de Tom Hanks em Ponto dos Espiões, além de emprestar sua voz para Charlie Brown na animação Peanuts.

9. Winona Ryder interpreta Joyce, tanto atriz como seu papel atual e outros papéis tem algumas “semelhanças”.

Depois de um tempo na geladeira e meio esquecida pelas telonas, Winona está de volta como estrela de “Stranger Things”. Esta é sua primeira série de TV como protagonista. O comportamento de Joyce de Stranger Things é visto com estranheza pela população e sua sanidade é questionada — assim como sua Mina, em “Drácula de Bram Stoker” ou Susanna em “Garota Interrompida”, todas interpretada por Winona. E mesmo Winona Ryder, a atriz, já deu motivos para ter sua sanidade posta em xeque, especialmente quando veio a público sua cleptomania. Mas se vocês pararem para pensar, coisas piores atores já fizeram e não foram deixados de lado como Winona foi, não é mesmo?

 10. Anos 80 sem teoria conspiratória não é anos 80 e um seriado que homenageia a década, com certeza precisa ter teoria conspiratória.

A minha teoria aqui: Teoria sobre Stranger Things: Eleven e outras. Só veja se já tiver assistido, pois contém spoilers.

Os fãs já estão se movimentando para criar suas próprias teorias e interpretações da história, já existe uma para esta primeira temporada e aposto que rica em tantos elementos e suspense como Stranger Things é, teoria da conspiração é o que não vai faltar.

Segundo o brasileiro Lauro Kociuba, Stranger Things é uma metáfora sobre o câncer“Will está doente, o câncer é avançado, ele cai inconsciente e é levado para o hospital: o Demogorgon o pegou.”

E aí, já deu vontade de assistir?

Leia também:

Deixe um Comentário

comments